Bem-vindo ao site da CONFAGRI
24-11-2014 15:35
Go Search

 

A cabra Bravia destaca-se nas raças caprinas portuguesas como sendo a única exclusivamente de aptidão carne. É um animal de elevada rusticidade e que se adapta perfeitamente às condições dos meios inóspitos onde se insere, desempenhando um papel importantíssimo para as populações que habitam as zonas mais agrestes de Trás-os-Montes e do Minho.

 

É explorada em sistema extensivo e tem uma capacidade única de aproveitar os recursos de que dispõe, que de outra forma seriam desperdiçados. A conjugação das características da raça com as condições edafo-climáticas e a constituição florística dos pastos e matos da região, contribuem para a produção de cabritos com um sabor inigualável.

 

 

Área de dispersão.

 

A Cabra Bravia dispersa-se pelas zonas mais agrestes de Trás-os-Montes e do Minho, nomeadamente nos concelhos de Vila Pouca de Aguiar, Ribeira de Pena, Mondim de Basto, Vila Real e ainda em Terras de Bouro, Montalegre, Arcos de Valdevez, Cabeceiras de Basto, Ponte da Barca, Boticas, Marco de Canaveses, Melgaço e Macedo de Cavaleiros.

 

Em termos mais latos esta raça distribui-se pelo Parque Nacional da Peneda-Gerês e pelo Parque Natural do Alvão e zonas envolventes.

 

O primeiro caracteriza-se por ser uma região de declives acentuados, distribuído pelas serras da Penela, Amarela e do Soajo. O segundo é composto basicamente pelo maciço granítico correspondente à serra do Alvão com extensos planaltos a altitudes que podem chegar aos 1300 metros, com vales encaixados e vertentes abruptas.

 

 

Descrição da Raça

 

Morfologia.

A Cabra Bravia é um animal de estatura mediana, com excelentes aprumos que, conjuntamente com o peso e o carácter lhe conferem uma prodigiosa agilidade.

 

Estas características aliadas ao seu úbere de tamanho reduzido permitem-lhe o acesso a terrenos muito acidentados, onde a vegetação arbustiva lhe poderia causar danos, não fosse a adaptação natural a estas condições adversas.

 

Efectivos.

O envelhecimento das populações rurais, bem como o abandono da actividade agrícola tem contribuído para a diminuição do número de caprinicultores nas últimas décadas. Assim, e segundo dados do respectivo Registo Zootécnico, existe actualmente um efectivo de 9600 fêmeas adultas inscritas e distribuídas por 101 criadores.

 

A dimensão dos rebanhos é relativamente grande, em média com 75 cabeças, havendo diversos criadores com mais de 200. Contudo, ainda subsistem muito criadores de pequena dimensão, com 10 ou menos animais por rebanho.

 

 

Características produtivas.

 

Produção de Carne: a cabra Bravia produz um cabrito de excelente qualidade, tendo em conta as condições em que a sua exploração é feita, com épocas de escassez de alimentos, condições climatéricas de geadas e chuvas fortes e condições geográficas extremas, com declives muito acentuados e altitudes acima dos 700 m.

 

Por estas razões é produzido apenas um cabrito por ano, demorando 4 a 6 meses na engorda. A carne destes animais é extremamente tenra, suculenta e de sabor inigualável. As carcaças são comercializadas geralmente com pesos entre os 5 e os 11 Kg.

 

Algumas características produtivas dos cabritos

 

Peso médio ao nascimento

1,6 Kg

Peso médio aos 10 dias

3,0 Kg

Peso médio aos 30 dias

4,8 Kg

Peso médio aos 45 dias

5,9 Kg

GMD entre os 10 e os 30 dias

0,09 Kg

GMD entre os 30 e os 45 dias

0,08 Kg

Peso de abate tradicional

5 a 11 Kg

Época tradicional de abate

Natal e Páscoa

Idade tradicional de abate

4 a 6 semanas

 

Produção de Leite: o leite é explorado apenas para alimentação dos cabritos, sendo fornecido aos mesmos em dois períodos, antes da saída das cabras para o monte e depois, no regresso das mesmas.

 

 

Características reprodutivas

 

Na Cabra Bravia praticamente não existe maneio reprodutivo, razão pela qual os partos ocorrem ao longo de todo o ano. Contudo, a maior concentração ocorre de Novembro a Março, para aproveitar a maior disponibilidade de alimento.

 

Os machos geralmente acompanham o rebanho no pastoreio, existindo 1 por cada 20 a 40 fêmeas. Os machos são refugados entre os 3 os 4 anos de idade, enquanto que as fêmeas podem manter-se até aos 8 a 10 anos.

 

A primeira cobrição ocorre a partir dos 8 meses de idade, variando a idade ao primeiro parto dos 13 meses a 2 anos.

 

Alguns índices reprodutivos

 

Fertilidade aparente

62 %

Prolificidade

101 %

Fecundidade

62 %

Mortalidade

19 %

 

 

Modo de exploração.

 

A exploração da cabra Bravia é feita de forma extensiva, recorrendo ao pastoreio de percurso, cujo trajecto e duração sofrem alterações consoante a época do ano.

 

No Verão, os animais saem de madrugada podendo pastar durante 12 horas, enquanto que no Inverno geralmente saem depois das 10 horas podendo pastorear cerca de 5 horas.

 

Regra geral, os animais pastoreiam durante todo o dia, mesmo nas horas de maior calor, à excepção de Trandeiras, em Vila Pouca de Aguiar, onde é prática recolher os animais à corte.

 

Em Roucas, na Peneda Gerês, a partir de Maio os animais ascendem às “Brandas” onde permanecem até ao fim da época estival, recolhendo a abrigos aí existentes à noite.

 

O pastoreio pode ser feito pelo dono do rebanho, de forma individual ou em forma colectiva, a chamada vezeira. A vezeira é uma forma tradicional de pastoreio em que vários rebanhos da mesma aldeia são levados em conjunto a pastar.

 

Alguns dos alimentos fornecidos na corte aos animais são: feno, palha, erva, rama de vidoeiro, de salgueiro, de carvalho, de castanheiro, urze e fetos secos entre outros.

 

 

Produtos e Certificação

 

Na cabra Bravia não há produtos certificados específicos. No entanto, os cabritos da raça podem ser vendidos com certificação de indicação geográfica protegida (IGP), pois existem na área de dispersão duas IGP para os cabritos: Cabrito do Barroso e o Cabrito das Terras Altas do Minho.

 

Atendendo às condições naturais de produção, têm sido feitos esforços no sentido da certificação do Cabrito Bravio, como produto biológico.

 

Texto e Imagens

Fonte: INTERREG IIIA Portugal – Espanha, UTAD Vila Real

 

Voltar