Bem-vindo ao site da CONFAGRI
20-12-2014 09:12
Go Search
 
 

 
Guimarães; Concours Mondial de Bruxelles com mais de sete mil vinhos 

 

Guimarães vai receber, de 04 a 06 de Maio, a 19.ª edição do Concours Mondial de Bruxelles, «um dos mais prestigiados concursos vinícolas», com mais de sete mil vinhos em representação de 49 países.

O evento, que se apresenta na Capital Europeia da Cultura em 2012 promovido pelo Quadrilátero Urbano do Minho, que engloba os municípios de Guimarães, Braga, Barcelos e Vila Nova de Famalicão, foi apresentado e descrito como «uma oportunidade única na divulgação além-fronteiras da indústria vínica portuguesa».

O director do Concours Mondial de Bruxelles, Thomas Costenoble, realçou o «entusiasmo» da organização por realizar o evento «na cidade berço» de Portugal pois, disse, «irá ainda permitir aos júris descobrirem a diversidade cultural, gastronómica e enológica da região».

Em prova, estarão representados 49 países com sete mil e 400 vinhos que serão avaliados por 300 provadores e juízes de 40 nacionalidades.

Sobre o vinho verde, originário da região de Guimarães, Thomas Costenoble, considerou que este é «moderno» e afirmou acreditar «que graças à frescura, vivacidade e baixo teor alcoólico», o produto «representa aquilo que o consumidor de qualquer canto do mundo cada vez mais procura num vinho».

A representar a ministra da Agricultura, do Mar, do Ambiente, e do Ordenamento do Território, Assunção Cristas, a vice-presidente do Instituto da Vinha e do Vinho, Edite Azenha, realçou que o vinho «é um dos produtos mais exportados» na história do país.

«Criámos a primeira Região Demarcada do Mundo, no Douro, em 1.756, depois na Madeira, Carcavelos, Setúbal, Dão, Colares e a região dos Vinhos Verdes consagrando, assim, a extraordinária diversidade dos vinhos portugueses», explanou.

Mas, salientou, «o vinho é também um sector económico cada vez mais importante e gerador de receitas", representando actualmente «16 por cento do total da produção agrícola» o que equivale a «mais de 660 milhões de euros».

O concurso foi criado em 1994, em Bruges, e, em 2011, Portugal participou com 650 amostras, tendo ganho 235 medalhas. Em Guimarães, os «melhores vinhos do mundo» concorrem pela pelas medalhas de prata, ouro e pelo troféu de «melhor vinho» da sua categoria.

Fonte: Lusa


Notícias Associadas:

Copa-Cogeca favorável às novas normas para o vinho biológico
IVDP na Comissão Nacional da OIV
Favaíto eleito "Sabor do Ano 2012"
Vila Real: Investigadores desenvolveram método de identificação de castas
Douro: IVDP investe 2,3 ME na promoção e internacionalização


Imprimir  Enviar a um amigo

Voltar atrás