Bem-vindo ao site da CONFAGRI
28-04-2017 01:19
Go Search
 
 

 
Valores mundiais de produção recorde com mais trigo mas menos milho e soja 

 

A informação de previsões mundiais de colheita que o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos da América publicou revê, em relação ao mês anterior, em alta a colheita de trigo mas uma baixa para a de milho e soja, no entanto, nos três casos aponta para um resultado recorde.

O trigo regista um novo recorde de produção mundial com 752,69 milhões de euros, um novo recorde de consumo de 739,897 milhões e também um recorde de existências de 253,29 milhões de toneladas. Os principais países que contribuiriam para o aumento são da União Europeia, que passa de 143,32 para 144,32 milhões de toneladas de trigo branco e duro e a Rússia com uma ligeira subida na produção até 72,5 milhões de toneladas.

No caso do milho, apesar de reduzir o resultado da estimativa de colheita mundial em Janeiro frente a Dezembro, mantém um valor recorde de 1.037,93 milhões de toneladas. O consumo também permanece recorde e cresce ligeiramente para 1.026,96 milhões de toneladas verificando-se uma queda nas existências, que passa de 222,25 para 220,98 milhões de toneladas.

Os Estados Unidos da América (EUA) são a causa da revisão em baixa dos valores mundiais de produção. Com uma estimativa de colheita mais baixa, que passa de 386,75 para 384,78 milhões de toneladas, mas ainda recorde. As existências reduzem de 61,05 para 59,82 milhões de toneladas. No caso da União Europeia, a produção passa por uma pequena queda, ao passar de 60,70 para 60,68 milhões de toneladas.

Nos restantes países produtores não há alterações na produção: o Brasil com 86,5 milhões de toneladas; Argentina, com 36,5; a China, com 219,55 milhões e a Ucrânia, com 27 milhões de toneladas.

Na produção de soja registou-se uma redução da estimativa de produção mundial, que passa de 338 milhões de toneladas a 337,85 milhões, enquanto o consumo cresce, ao passar de 330,09 milhões para o novo recorde de 330,94 milhões de toneladas, com uma diminuição das existências de 82,85 para 82,32 milhões de toneladas, mas ainda de valores recorde.

Fonte: Agrodigital


Notícias Associadas:

Certificação já não é financiada por fundo florestal mas por apoio da União Europeia
Alemães reduzem consumo de carne de porco
Exportações de trigo da União Europeia inferiores à campanha passada
França é o quarto país da UE que pode exportar carne de bovino para os EUA
OMC dará o seu parecer sobre embargo russo antes de 23 de Fevereiro


Imprimir  Enviar a um amigo

Voltar atrás