Bem-vindo ao site da CONFAGRI
21-09-2017 23:51
Go Search
 
 

 
Pedrógão Grande: Trezentas pessoas com mais de cinco mil euros em prejuízos agrícolas 

 

Cerca de 300 pessoas registaram mais de cinco mil euros em prejuízos agrícolas nos sete concelhos afectados pelos incêndios que começaram em Junho em Góis e em Pedrógão Grande, revelou a Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC).

Há também 1.261 pessoas que contabilizaram prejuízos na área agrícola entre os 1.053 e os cinco mil euros, informou a directora regional de Agricultura e Pescas do Centro, Adelina Martins, durante uma sessão de esclarecimentos sobre o apoio aos proprietários afectados, que decorreu na Casa Municipal de Cultura de Pedrógão Grande.

Numa sessão muito concorrida, que obrigou a organização a criar uma segunda sessão, Adelina Martins procurou explicar critérios e procedimentos para os agricultores afectados, na sua grande maioria pessoas que têm explorações de agricultura de subsistência.

«Vai-se andando aos poucos para se tentar ajudar todos os que necessitam», frisou durante a sessão a responsável da DRAPC, que se viu confrontada com várias questões e dúvidas por parte das pessoas afectadas, a maioria revoltadas com as exigências para apoios acima de cinco mil euros.

Durante a iniciativa, Adelina Martins explicou que a DRAPC não pode ajudar a fazer a candidatura ao apoio, visto que tem de haver separação entre quem valida o projecto e quem o faz.

O Ministério da Agricultura já disponibilizou dez milhões de euros para os agricultores afectados pelo incêndio que atingiu a região Centro entre 17 e 24 de Junho.

O incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande no dia 17 de Junho, no distrito de Leiria, provocou pelo menos 64 mortos e mais de 200 feridos e só foi dado como extinto uma semana depois.

Mais de dois mil operacionais estiveram envolvidos no combate às chamas, que consumiram 53 mil hectares de floresta, o equivalente a cerca de 75 mil campos de futebol. O fogo chegou ainda aos distritos de Castelo Branco, através da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra e Penela.

 Fonte: Lusa


Notícias Associadas:

Incêndios: Vila Real, Bragança, Guarda e Castelo Branco em risco máximo
Incêndios: Vários concelhos em 15 distritos em risco máximo
Comissão Europeia anuncia consulta pública sobre a cadeia de abastecimento agro-alimentar
Produtos agrícolas no topo da subida das exportações para Angola
Regime de rearborização entra em vigor no próximo mês de Março


Imprimir  Enviar a um amigo

Voltar atrás