Bem-vindo ao site da CONFAGRI
21-09-2017 23:52
Go Search
 
 

 
Consumidores preferem qualidade ou promoções? 

 

Estudo revela que «o consumidor está muito mais alerta para os produtos, serviços e marcas que o satisfazem que para a vertente preço». «A tendência demonstra que os consumidores estão a privilegiar a qualidade face às promoções», de acordo com um estudo que analisa os dados acumulados dos últimos quatro anos.

Segundo José Borralho, responsável pelo estudo da Escolha do Consumidor, «o consumidor está muito mais alerta para os produtos, serviços e marcas que o satisfazem que para a vertente preço», dependendo das categorias.

Por exemplo, no caso de produtos de higiene para o lar, os consumidores escolhem a promoção, mas tal já não acontece quando se consideram os produtos da categoria higiene pessoal, «onde a questão da qualidade ganha peso», exemplificou.

De acordo com o estudo da Escolha do Consumidor, realizado a 1.937 indivíduos de ambos os sexos entre os 25 e 60 anos, residentes na Grande Lisboa e no Grande Porto, «depois de analisados oito grandes sectores e mais de 40 categorias de produtos, a relação qualidade/preço continua a ser o principal motivo que leva os consumidores a procurarem uma marca em detrimento de outra».

No segmento de lojas e grande distribuição, a Escolha do Consumidor destaca que a «diversidade de produtos e a credibilidade das marcas têm vindo a crescer como factores que influenciam no acto de compra», acrescentando que «as promoções, apesar de terem ganhado relevo face aos anos anteriores, não são o principal motivo na escolha na compra de uma determinada marca».

Por exemplo, o estudo concluiu que nos produtos alimentares, as novidades e as promoções ganham importância, tal como a qualidade e exclusividade.

Por exemplo, nos produtos infantis, onde constam as papas, carrinhos e cadeiras de automóvel, «os consumidores privilegiam a segurança e o preço em detrimento das promoções e relação com as marcas».

Na área da banca e seguros, «a distinção nos produtos oferecidos e a qualidade dos mesmos ganham terreno, com os consumidores a privilegiarem a relação preço/cobertura», salientando que neste sector as promoções «são o principal motivo de compra para 80 por cento dos inquiridos».

Fonte: Renascença


Notícias Associadas:

Combustíveis com preços mais baixos a partir desta segunda-feira
Produtos agrícolas no topo da subida das exportações para Angola
Fileira da madeira e mobiliário alerta para impacto dos incêndios quando já falta matéria-prima
Bolsas europeias abrem em queda no dia em que o Reino Unido revela pormenores sobre o Brexit
Vendas de panificação e pastelaria industriais sobem para 645 milhões de euros em 2016


Imprimir  Enviar a um amigo

Voltar atrás