Famalicão aumenta equipa operacional de proteção civil para proteger floresta

Confagri 14 Fev 2018

A câmara de Vila Nova de Famalicão vai aumentar a equipa operacional de proteção civil a partir de 01 de março para 20 elementos permanentes com vista à vigilância, limpeza e reparação de caminhos florestais, anunciou a autarquia.

Em comunicado enviado à Lusa, a Câmara Municipal refere que 2018 «marca uma nova etapa no desenvolvimento do programa de prevenção contra incêndios florestais no município» e que a autarquia «vai socorrer-se de desempregados para reforçar o trabalho da Proteção Civil», tendo apresentado uma candidatura para o efeito à Medida Contrato Emprego Inserção do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

Segundo o texto, na prática, esta decisão significa o alargamento do período de prevenção contra incêndios de 01 de março até 31 de outubro e o «reforço da operacionalidade afeta ao programa, que passa a incluir a manutenção dos caminhos florestais e a limpeza de terrenos da responsabilidade do município».

A equipa operacional de proteção civil é atualmente, explana a autarquia, composta por sete operacionais permanentes, a que se juntam ainda os cinco elementos da Equipa de Sapadores Florestais, resultado de uma parceria entre o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, a Associação de Silvicultores do Vale do Ave e a Câmara Municipal de Famalicão.

O município explica que «enquanto não chega o tempo quente, aquele conjunto de efetivos vai intensificar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido ao longo de todo o ano na criação de faixas de gestão de combustível, principalmente à volta das cinturas industriais do concelho e rede viária municipal», sendo que «até abril, o município conta ter limpos os cerca de 120 hectares de faixas da sua responsabilidade».

Outras das preocupações da autarquia está relacionada com a obrigatoriedade de os privados procederem à limpeza dos seus terrenos até 15 de março em redor dos edifícios inseridos em espaços rurais, numa faixa de proteção (Faixa de Gestão de Combustível – FGC) de 50 metros, medida a partir da parede exterior dos edifícios e executada pelo detentor do terreno.

«A este propósito a Câmara Municipal, em articulação com o Núcleo da Proteção Ambiental da GNR, está a desenvolver um conjunto de ações de sensibilização e de esclarecimento junto dos presidentes das juntas de freguesia do concelho sobre os novos dispositivos legais relacionados com a proteção ambiental e sobre as consequências do não cumprimento das novas disposições em matéria de limpeza de terrenos», lê-se.

Fonte: Lusa

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI