Feira Gastronómica do Porco gera negócios de meio milhão de euros em Boticas

Confagri 09 Jan 2018

A Feira Gastronómica do Porco de Boticas, que há 20 anos ajuda a concretizar negócios e a escoar os produtos tradicionais, gera um volume de negócios de meio milhão de euros, disse esta terça-feira o presidente da autarquia.

A ronda das feiras de fumeiro do distrito de Vila Real começa precisamente com a Feira Gastronómica do Porco de Boticas, que decorre entre sexta-feira e domingo.

«Há 20 anos, sem interrupção, que esta feira promove e divulga os produtos de qualidade que o território tem», afirmou o presidente da câmara, Fernando Queiroga.

O autarca salientou que o certame de Boticas representa uma «importante oportunidade de negócios» para os produtores do concelho que, nestes dias, conseguem um volume de negócios perto do meio milhão de euros.

A Feira Gastronómica do Porco é, precisamente, um «dos pontos mais altos da economia local», especialmente para os produtores de fumeiro que veem nesta iniciativa a oportunidade para mostrar «a qualidade dos seus produtos».

São esperados ao longo de todo o fim-de-semana da feira mais de 70 mil visitantes, muitos deles provenientes da vizinha Espanha, que têm à sua espera cerca de 40 toneladas de fumeiro.

Aos enchidos, concebidos de forma artesanal, juntam-se o presunto, o pão centeio, a bola e o folar de carne e o vinho dos mortos, que é produzido neste território e depois enterrado para envelhecimento.

Mas a feira, segundo acrescentou, tem ajudado também a alavancar outros pequenos negócios, como o artesanato, os chás, os licores e as compotas, que ajudam a criar emprego e a fixar as pessoas no concelho.

Ajuda também na restauração local e na hotelaria da região, bem como na divulgação de todo o Alto Tâmega que, de acordo com Fernando Queiroga, cada vez mais trabalha em conjunto para promover este território.

O presidente garantiu que a qualidade do fumeiro é «a condição fundamental para a entrada de produtos nesta feira». «É uma responsabilidade imensa, garantimos qualidade e rigor no controlo dessa mesma qualidade», frisou.

O autarca disse ainda que, mais do que permitir aos produtores a venda dos seus artigos, que são fonte de sustento de muitas famílias, o certame permite recuperar «usos ancestrais, sabores e saberes tradicionais genuínos do concelho e levar o bom nome de Boticas aos quatro cantos do mundo».

Nesta edição que assinala os 20 anos do certame, o município aposta na animação com destaque para as tradicionais chegas de bois. A gastronomia marca também uma forte presença no evento, onde será possível provar as iguarias locais, como cozido à barrosã, rojões no pote, arroz de chouriça, costeletas em vinho de alho, caldo e feijoada.

Uma das novidades deste ano são as tasquinhas no exterior da feira, onde será possível provar o presunto e o fumeiro mas também o hambúrguer barrosão, preparado à base de carne barrosã e que tem ganho medalhas em concursos nacionais.

No calendário do distrito de Vila Real segue-se a Feira do Fumeiro e do Presunto de Montalegre, entre os dias 25 e 28 de janeiro. O último certame é a Feira de São Brás, em São João da Corveira (Valpaços).

Fonte: Lusa

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI