Balanço e conclusões do ZOOTEC 2019

Confagri 26 Set 2019

A Associação Portuguesa de Engenharia Zootécnica organizou, nos passados dias 19 a 21 de setembro, na Universidade de Évora, o XXI Congresso de Zootecnia sob o tema “Alterações Climáticas e Zootecnia: Uma Abordagem Holística”. O XXI congresso pautou-se por uma elevada participação. É este o papel das Universidades e da comunidade técnico-científica: realizar estudos e apresentar dados que permitam sustentar conclusões e definir estratégias, discutir avaliar e monitorizar essas estratégias, encontrar soluções e alternativas para os problemas, em suma contribuir para o desenvolvimento da sociedade.

Ao longo dos três dias de congresso debateram-se as alterações climáticas e a zootecnia. Em 12 sessões temáticas, foram ouvidos 12 oradores convidados nas áreas de maior destaque da zootecnia na actualidade. Discutiram-se alterações climáticas, pastagens, sistemas de produção resilientes, sustentáveis, zootecnia de precisão, e os desafios da fileira da produção. A este congresso foram submetidos 80 trabalhos científicos, que foram apresentados em 26 apresentações orais, e 54 posters. No dia 21 realizou-se uma visita técnica.

Paralelamente, realizou-se o II encontro de directores de curso de zootecnia, e a reunião com a comitiva da Associação Brasileira de Zootecnistas.

O congresso encerrou com a sessão formal de entrega de prémios, onde foram atribuídos os prémios Lima Pereira, entregue ao Professor José Avó, 1º Presidente da APEZ e Zootécnico de relevo na sociedade Portuguesa. O Prémio Zootécnico do Ano, entregue à Engenheira Carla Alves, actual Directora de Agricultura e Pescas do Norte. Foram também homenageados os sócios fundadores a APEZ.

Ficou clara ao longo dos três dias de Congresso a enorme a evolução e produção científica no sentido de avaliar adequadamente e minimizar os impactos ambientais da produção animal. Foram referidos os dados mais actuais quanto a esta problemática e discutidas soluções e estratégias.

Não negamos os impactos ambientais da produção. Eles existem. Não devem ser medidos apenas em toneladas de carbono ou metano emitidos, mas antes numa avaliação do Life Cycle Assessment (LCA). Até recentemente os cálculos eram feitos por balanço input/output, emissões / kg de produto (kg de carne, leite, etc). Esta forma de cálculo já foi demonstrada como tendo falhas graves. Trabalha-se actualmente para introduzir no cálculo a qualidade do produto (valor nutricional), a alimentação dos animais, entre outros factores. Os estudos multiplicam-se diariamente, o que reflete a preocupação em trabalhar para uma solução.

Uma maior eficiência de produção geralmente dá origem a uma melhoria económica, um menor impacto ambiental e maior quantidade de alimento, no fundo, os três pilares da sustentabilidade: económico, social e ambiental. O conceito de resiliência remete para a capacidade de restauração de um sistema. Neste caso um sistema de produção animal. O “segredo” está no aumento da eficiência da produção de produtos animais de elevada qualidade nutricional, com elevados padrões de bem-estar animal, impactos ambientais mínimos, economicamente viáveis. É esta a missão da zootecnia.

Não podemos deixar de referir que o impacto mediático recentemente dado ao assunto é totalmente desproporcional ao real impacto da produção animal. Estamos disponíveis para contribuir.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI