Alterações climáticas. Cientistas preveem «temperaturas recorde» para 2019

Confagri 21 Dez 2018

«As previsões de um ano ainda mais quente, quase recorde, é a mais recente na tendência de aquecimento que a civilização tem visto nos últimos anos»

«A previsão para 2019 situaria o próximo ano entre os cinco anos mais quentes já registados», revela um dos cientistas do Met Office. Os cientistas esperam que a temperatura média global, no próximo ano, ronde os 1,1ºCelsius acima dos níveis pré-industriais.

Antecipam-se temperaturas recorde, para 2019, em quase todo o mundo. As previsões foram avançadas pelos cientistas do centro meteorológico britânico, Met Office, esta quinta-feira, 20 de dezembro. O relatório vem depois do Estado do Clima Global, da Organização Meteorológica Mundial (OMM), que revelou que 2018 foi o quarto ano mais quente até agora.

No relatório divulgado, os cientistas esperam que a temperatura média global, no próximo ano, ronde os 1,1ºC acima dos níveis pré-industriais. Estes valores aproximam-se, assim, das temperaturas recorde registadas em 2016, quando estas atingiram 1,15ºC acima do período de 1850-1900, que é usado como base para os estudos sobre o aquecimento global.

O aumento será o resultado das alterações climáticas causadas pelo homem, em combinação com o aquecimento do fenómeno climático “El Nino”, um fenómeno de alterações significativas de curta duração na distribuição da temperatura da superfície da água do Oceano Pacífico.

As previsões para as temperaturas globais em 2018 divulgadas pelo Met Office, no final de 2017, estavam em linha com o que foi sentido este ano. Os cientistas haviam previsto cerca de 1°C de aquecimento, e estimativas de janeiro até outubro mostram temperaturas em torno de 0,96°C acima dos níveis pré-industriais.

As previsões de um ano ainda mais quente, quase recorde, é a mais recente na tendência de aquecimento que a civilização tem visto nos últimos anos. O professor Adam Scaife, Chefe do Departamento de Previsão a Longo Prazo do Met Office, explica que «as nossas previsões sugerem que, até o final de 2019, 19 dos 20 anos mais quentes registados terão ocorrido desde o ano 2000».

Doug Smith, cientista da instituição britânica, acrescentou: «A previsão para 2019 situaria o próximo ano entre os cinco anos mais quentes já registados. Todos estes anos estiveram cerca de 1ºC mais quentes do que a época pré-industrial».

O ano de 2018 foi o quarto mais quente da história desde que os registos começaram a ser feitos, em 1850. Perdeu apenas para 2015, 2016 e 2017, o que quer dizer que os quatro últimos anos foram os mais quentes. Os dados foram revelados durante a cimeira e são do relatório Estado do Clima Global, da Organização Meteorológica Mundial (OMM).

Segundo o relatório, a temperatura global até outubro de 2018 foi de 0,98ºC, a temperatura mais alta que a média da era pré-industrial (1850 a 1900). Entre 2014 e 2018, a média foi de 1,04ºC.

Fonte: jornaleconómico

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI