Comissão Europeia autoriza dez produtos geneticamente modificados

Confagri 30 Jul 2019

Fonte: tveuropa.pt

Produtos geneticamente modificados, como algodão, colza, milho e um cravo como flor de corte, foram autorizados pela Comissão Europeia. Os produtos de alimentação produzidos com estes organismos geneticamente modificados são rotulados e rastreados.

Comissão Europeia autorizou dez organismos geneticamente modificados, em que sete são para utilização em géneros alimentícios e alimentos para animais, inclui algodão, vários milhos e soja, duas renovações também para a alimentação humana e animal, colza e milho e um cravo como flor de corte ornamental.

Todos os dez organismos geneticamente modificados passaram por um rigoroso procedimento de autorização, incluindo uma avaliação científica favorável da Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA, sigla do inglês). Esta autorização diz respeito ao produto e não ao cultivo das espécies.

Para a decisão da Comissão Europeia todas as opiniões de todos os Estados-Membros foram devidamente tidas em conta. As autorizações são válidas por um período de 10 anos e quaisquer produtos produzidos com estes organismos geneticamente modificados serão objeto das estritas regras da União Europeia em matéria de rotulagem e rastreabilidade.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI