Festival da Chanfana da Lousã com 20 restaurantes quer atrair mais turistas

Confagri 19 Fev 2019

Vinte restaurantes vão participar, entre sexta-feira e 3 de março, no VIII Festival Gastronómico da Chanfana da Lousã, uma iniciativa em que o município aposto para atrair visitantes ao concelho.

Com mais dois estabelecimentos envolvidos, relativamente à edição do ano passado, que teve a adesão de 19 restaurantes, o festival integra a estratégia de promoção turística e económica deste município do distrito de Coimbra.

O festival «é um dos eventos âncora do calendário de animação do concelho» e, entre outros objetivos, visa «a promoção desta fantástica iguaria que é a chanfana, contribuindo também para a preservação de toda a cultura gastronómica», disse o presidente da Câmara, Luís Antunes, na apresentação da iniciativa.

«Ao associarmos a este festival os produtos endógenos, como o mel com denominação de origem protegida (DOP) Serra da Lousã, consegue-se um produto de excelência que todos os anos atrai milhares de comensais à Lousã, concorrendo assim, também, para a promoção do concelho e da região», adiantou Luís Antunes. A este objetivo, «junta-se a dinamização económica, em rede e circular, de toda uma cadeia associada à restauração, que vai desde a produção até à degustação final».

«Este ano, na primeira edição depois de a Mesa Terras da Chanfana ter conquistado a distinção das 7 Maravilhas, este festival marca também a colaboração saudável entre quatro municípios na construção de uma oferta diferenciadora», salientou o autarca.

A marca “Terras da Chanfana” envolve os concelhos da Lousã, Vila Nova de Poiares, Miranda do Corvo e Penela. «Com estes festivais, além de promovermos a gastronomia, promovemos alguns produtos identitários do concelho, como o mel DOP Serra da Lousã, a nossa doçaria e bolaria tradicional, o vinho Quinta de Foz de Arouce e também o Licor Beirão», refere uma nota da autarquia.

Além do Festival da Chanfana e à semelhança de anos anteriores, a autarquia, com a colaboração de diferentes entidades e empresas, vai organizar em 2019 mais dois eventos gastronómicos – em torno do cabrito (24 de abril a 1 de maio) e dos “sabores do outono” (18 a 27 de outubro).

Tradicionalmente, a chanfana é um prato à base de carne de cabra, assada com vinho tinto, alho, louro e outros condimentos em caçoilas de barro preto, no forno de cozer a broa de milho.

O psiquiatra e etnólogo Louzã Henriques, que esteve na fundação do Museu Etnográfico municipal com o seu nome, explica habitualmente que a chanfana era uma comida das ocasiões festivas dos povos da serra da Lousã, que só matavam a cabra, “mealheiro do serrano”, quando o animal já velho não podia dar mais leite, nem parir mais cabritos.

Fonte: Lusa

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI