ONU propõe seis soluções para acabar com a Fome

Confagri 08 Mai 2019

«A responsável da FAO destacou também a necessidade de adotar sistemas agrícolas mais sustentáveis, alterando a forma de cultivar, partilhar, preparar e consumir os alimentos»

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura está preocupada com o impacto que os alimentos andam a causar na nossa saúde e na do planeta. Como tal, esta semana apresentou seis propostas que visam otimizar a agricultura mundial.

«A inovação agrícola pode desempenhar um papel fundamental na criação de um mundo sem fome». A mensagem foi transmitida pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) aos participantes da ”Seeds&Chips Summit”, em Milão, Itália.

«A inovação agrícola é um elemento-chave que pode transformar radicalmente os sistemas alimentares, proporcionando oportunidades de negócios relacionados com a agricultura, empregos para os jovens e mulheres rurais e promover o crescimento da economia nacional», afirma a diretora-geral adjunta da FAO, a cabo-verdiana Maria Helena Semedo.

A responsável da FAO destacou também a necessidade de adotar sistemas agrícolas mais sustentáveis, alterando a forma de cultivar, partilhar, preparar e consumir os alimentos. A este respeito, pediu aos governos a adoção de normas e padrões que promovam os alimentos saudáveis e nutritivos.

«O mundo precisa de um pacto global contra a obesidade que leve em conta o local e a alimentação tradicional. Adotar padrões globais para uma dieta saudável e diminuir a proliferação de dietas pobres que invadiu os nossos estilos de vida», afirmou.

«Já percorremos um longo caminho. Mas, em certo sentido, o nosso progresso parece ser a nossa desgraça. Aprendemos a cultivar alimentos, mas a abundância do que está nas nossas mesas mata-nos lentamente. As dietas pouco saudáveis são uma das principais causas de doença, invalidez e morte no mundo», acrescentou.

Maria Helena Semedo elogiou o papel da agricultura familiar que, embora precária, muitas vezes pobre em alimentos, produz mais de 80% dos alimentos do mundo e cuida de três quartos dos recursos naturais do planeta. A FAO lançou a Década da Agricultura Familiar da ONU no final de maio.

Soluções para acabar com a fome

Durante esta quinta edição da “Seeds&Chips Summit” , que reúne mais de 350 empresas e organizações, a FAO apresentará uma série de soluções inovadoras para a agricultura que tem desenvolvido e implementado com sucesso em diferentes regiões.

Uma aplicação móvel que ajuda os agricultores a identificar, monitorar e gerenciar a lagarta, uma praga devastadora que se alimenta das culturas. A aplicação, que é atualmente utilizada por agricultores na África Subsaariana e partes da Ásia, não precisa de internet ou rede móvel e “fala” 14 línguas.

O recurso a insetos estéreis

A tecnologia nuclear que impede a reprodução de pragas de insetos foi utilizada pela primeira vez para erradicar uma invasão de mosca da fruta, na República Dominicana, evitando potenciais perdas de alimentos significativas. A organização das Nações Unidas e parceiros estão a considerar expandir o uso contra outras pragas, e mosquitos que transmitem doenças.

Tecnologia “blockchain” utilizada na cadeia de abastecimento de café

O “blockchain” liga todos os intervenientes na cadeia de distribuição de café, do agricultor ao consumidor, garantindo total transparência e melhorar a justiça na cadeia de valor. Na Etiópia, por exemplo, cerca de 400 pequenos agricultores participam no programa FairChain programa. Ao aplicar a tecnologia “blockchain”, 45 por cento do valor de cada taça de café FairChain permanece na Etiópia, cerca de quatro vezes mais do que se as multinacionais cuidarem da distribuição.

Hidroponia de baixa tecnologia

Esta tecnologia permite o cultivo de plantas em ambientes áridos. Esta técnica utiliza 90 por cento menos de água e 75 por cento menos espaço. Pastores vulneráveis e cooperativas na Cisjordânia e Gaza usam hidroponia para o cultivo de forragens, misturada com suplementos de concentrados secos reduz o custo da alimentação dos animais em cerca de 30 por cento.

Outra das propostas tem a ver com os drones,que contribuem para cortar produção, avaliar danos causados por catástrofes naturais, deteção de pesca ilegal e apoio à conservação da vida selvagem.

Moda Azul: o aproveitamento da pele de peixes e algas para a confeção de roupas e acessórios, que seriam descartadas como lixo ou vendidos. A iniciativa está a gerar emprego nas comunidades de algumas das áreas mais pobres do Quénia.

Fonte: TSF

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI