Produtos vínicos têm que ser registados a partir de agosto

Confagri 30 Jul 2021

Fonte: noticiasaominuto.com/Lusa

Os detentores de produtos vínicos estão obrigados a declarar, entre agosto e setembro, os volumes detidos, através de submissão eletrónica no Sistema de Informação da Vinha e do Vinho (SIVV), sendo que as multas podem ir até 10.000 euros.

“A apresentação da declaração de existências constituí uma obrigação de todos os detentores de produtos vínicos, reportando-se aos volumes detidos em 31 de julho de 2021”, lê-se numa nota informativa do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV).

À semelhança do que aconteceu nas anteriores campanhas, a declaração em causa é efetuada por submissão eletrónica no SIVV.

O prazo de entrega decorre entre 01 de agosto e 10 de setembro, sendo que o incumprimento da apresentação da declaração pode levar a penalizações, como multas entre 250 euros e 10.000 euros.

“No caso de necessitar de apoio na submissão eletrónica da declaração de existências deverá dirigir-se a um balcão de apoio das Confederações de Agricultores ou das Comissões Vitivinícolas”, apontou o IVV.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI