As previsões agrícolas apontam para quebras na produção das fruteiras

Confagri 22 Set 2022

Fonte: INE

As previsões agrícolas, em 31 de agosto, apontam para quebras na produção das fruteiras. A produtividade das pomóideas deverá decrescer 15% na maçã e 40% na pera. Nas prunóideas, a produção de pêssego decresceu para as 32 mil toneladas, o que corresponde a menos 25%, face à campanha anterior. Nos amendoais, a manutenção da produtividade ficou a dever-se aos pomares com três a quatro anos de instalação que entraram em produção, bem como aos pomares instalados há mais tempo, que atingiram a produção cruzeiro, compensando assim as quebras registadas em Trás-os-Montes, que rondaram os 25%. Também para o kiwi se prevê um rendimento unitário inferior ao alcançado na campanha passada (-10%). Relativamente à vinha para vinho estima-se uma redução de 20% na produtividade, face à vindima anterior.

Nas culturas anuais, destaque para a produção historicamente baixa de batata, correspondendo as 281 mil toneladas estimadas à menor produção desde 1928. Em contrapartida, a campanha das culturas arvenses de regadio, apesar da seca e das altas temperaturas, tem decorrido com relativa normalidade, prevendo-se a manutenção da produtividade do arroz e um ligeiro decréscimo de 5% no milho e no tomate para indústria.

Gado, aves e coelhos abatidos

O peso limpo total de gado abatido e aprovado para consumo em julho de 2022 foi 36 767 toneladas, o que correspondeu a um decréscimo de 7,4% (-0,7% em junho), devido ao menor volume de abate registado nos bovinos (-3,2%), suínos (-8,6%) e ovinos (-16,3%). O peso limpo total de aves e coelhos abatidos e aprovados para consumo foi 31 273 toneladas, o que representou um decréscimo de 5,6% (+2,1% em junho) devido ao menor volume de abate de galináceos (-4,7%), perus (-9,0%), patos (-2,7%) e coelhos (-34,9%).

Produção de aves e ovos

O volume de frango cresceu 2,6%, com uma produção de 26 783 toneladas (-3,6% em junho), tendo em número de cabeças registado igualmente um acréscimo de 5,2% (-4,0% em junho). A produção de ovos de galinha para consumo apresentou um volume superior em 5,4% (+4,5% em junho), situando-se nas 9 469 toneladas.

Produção de leite e produtos lácteos

A recolha de leite de vaca foi 158,2 mil toneladas, registando um decréscimo de 4,1% (-3,0% em junho). Os produtos lácteos assinalaram uma diminuição de 17,8%

(-13,9% em junho), devido sobretudo ao decréscimo do leite para consumo (-22,7%), mas também do leite em pó (-42,3%) e da manteiga (-21,7%).

Preços e índices de preços agrícolas

Em agosto de 2022, as variações mais significativas no índice de preços de produtos agrícolas no produtor foram observadas na batata (+199,1%), hortícolas frescos (+57,0%), ovos (+49,3%), aves de capoeira (+44,3%) e suínos (+42,4%).

Em comparação com o mês anterior, as variações de maior amplitude verificaram-se nos ovinos e caprinos e plantas e flores (ambos com +5,2%) e frutos (-5,4%).

Em junho de 2022, o índice de preços de bens e serviços de consumo corrente (INPUT I) registou uma variação positiva de 36,7% e o índice de preços de bens e serviços de investimento (INPUT II) aumentou 9,6%. Relativamente ao mês anterior, assistiu-se a aumentos de 2,0% e 1,4% no índice de preços de bens e serviços de consumo corrente e no índice de preços de bens e serviços de investimento, respetivamente.

Consulte a publicação aqui

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI