Aumento da produção de cereais de outono/inverno, decréscimo da vinha e manutenção do tomate para indústria

Confagri 12 Set 2018

«No tomate para a indústria, assinala-se um aumento da pressão das doenças criptogâmicas, nomeadamente do míldio, prevendo-se a manutenção do rendimento unitário da campanha anterior»

As previsões agrícolas avançadas pelo Instituto Nacional de Estatística, em agosto de 2018, apontam para um aumento da produção de cereais de outono/inverno, de mais oito por cento face a 2017, em consequência das condições climatéricas favoráveis.

Para as culturas de primavera/verão, o Instituto Nacional de Estatística (INE) prevê um aumento da área de milho para grão em cinco por cento, até um total de 90 mil hectares, situação que já não se verificava desde 2015.

No tomate para a indústria, assinala-se um aumento da pressão das doenças criptogâmicas, nomeadamente do míldio, prevendo-se a manutenção do rendimento unitário da campanha anterior, à semelhança da produtividade do arroz. Para a batata de regadio, as colheitas já realizadas assinalam uma produtividade que ronda as 21 toneladas por hectare, 10 por cento inferior face a 2017.

Em relação aos pomares e vinhas, o Boletim publicado pelo Instituto refere que estas apresentam um atraso no ciclo vegetativo que varia, consoante as regiões, entre as duas e as três semanas, com reduções do rendimento unitário na maçã e na pera, de -5 e -10 por cento, respetivamente. Para o pêssego, estima-se um aumento da produção de cinco por cento e para a vinha espera-se que a produtividade decresça cinco por cento em comparação a 2017.

O peso limpo total de gado abatido e aprovado para consumo em junho de 2018 foi de 37.951 toneladas, o que corresponde a um acréscimo de 4,2 por cento devido ao maior volume de abate registado para suínos e caprinos, de mais 6,0 e 8,4 por cento, respetivamente.

No que diz respeito à produção de leite e produtos lácteos, a recolha de leite de vaca atingiu as 163,0 mil toneladas, o que significa um aumento de 2,3 por cento (em maio de mais 3,4 por cento). A produção total de lacticínios foi superior à do mês homólogo em 9,3 por cento, sobretudo devido ao maior volume do leite para consumo, de mais 12,8 por cento.

Quanto aos índices e preços agrícolas, a 31 de julho de 2018, as variações mais significativas em módulo no índice de preços de produtos agrícolas no produtor foram observadas na batata, frutos, hortícolas frescos, ovinos e caprinos, azeite a granel e suínos, de acordo com o Boletim Mensal de Agricultura e Pescas do INE, a 31 de julho, em anexo.

Fonte: Instituto Nacional de Estatística

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI