Breve síntese sobre a evolução da produção e dos preços na agricultura e pescas – Maio 2020

Confagri 26 Mai 2020

Fonte: INE- Boletim Mensal da Agricultura e Pescas

As previsões agrícolas, em 30 de abril, apontam para aumentos de produtividade nos cereais de outono/inverno, em resultado do aumento do teor de humidade do solo em fases do ciclo onde este fator é essencial (espigamento e enchimento do grão): +15% no trigo duro, triticale e aveia, +10% no trigo mole e cevada e +5% no centeio.

Quanto às culturas de primavera/verão, registaram-se alguns atrasos nas sementeiras e plantações, devido à precipitação que ocorreu ao longo do mês.

Prevê-se uma diminuição da área de arroz (-10%, face a 2019), em resultado das obras de manutenção de canais de rega no vale do Sado. Também se avançam com reduções na área instalada de girassol (-5%) e de batata (-5%), justificadas pelas condições meteorológicas e conjunturas de mercado.

Nas culturas frutícolas, destaque para a cereja que, após um desenvolvimento inicial sem problemas, foi bastante afetada pela precipitação e baixas temperaturas registadas na Cova da Beira, prevendo-se uma redução da produtividade de 30%.

Gado, aves e coelhos abatidos

Devido à pandemia do COVID-19, com o decreto do estado de emergência e das medidas de confinamento, na segunda quinzena de março, ocorreu um forte aumento da procura de carne por parte dos consumidores suscitado pela situação, que contribuiu para o incremento dos abates no mês em análise.

O peso limpo total de gado abatido e aprovado para consumo em março de 2020 foi 41 418 toneladas, o que correspondeu a um acréscimo de 11,4% (-2,7% em fevereiro), devido ao maior volume de abate registado nos bovinos (+19,8%), suínos (+9,3%) e ovinos (+18,6%). O peso limpo total de aves e coelhos abatidos e aprovados para consumo foi 30 284 toneladas, o que representou um acréscimo de 7,2% (+8,2% em fevereiro), devido ao maior volume de galináceos (+7,3%), perus (+8,1%), patos (+7,8%) e codornizes (+2,9%).

Produção de aves e ovos

O volume de produção de frango, com uma variação negativa de 0,2%, apresentou praticamente uma manutenção (-4,8% em fevereiro), com 26 800 toneladas. A produção de ovos de galinha para consumo apresentou um aumento de 14,3% (+3,9% em fevereiro), com 10 575 toneladas produzidas.

Produção de leite e produtos lácteos

A recolha de leite de vaca foi 172,0 mil toneladas, o que representou um aumento de 2,1% (+4,9% em fevereiro). A produção de produtos lácteos aumentou 1,7% (+4,4% em fevereiro), devido à maior produção de leite para consumo (+1,5%), leites acidificados (+7,2%), nata para consumo (+13,9%) e manteiga (+6,5%).

Preços e índices de preços agrícolas

Em abril de 2020, as variações mais significativas, em módulo, no índice de preços de produtos agrícolas no produtor foram observadas nos hortícolas frescos (+20,1%), suínos (+11,9%), ovos (+9,4%), batata (-36,0%), azeite a granel (-12,9%) e aves de capoeira (-10,1%).

Em comparação com o mês anterior, as variações de maior amplitude verificaram-se na batata (+5,9%), aves de capoeira (-13,4%), ovinos e caprinos (-9,3%), azeite a granel (-7,0%) e suínos (-6,7%).

Em março de 2020, o índice de preços de bens e serviços de consumo corrente (INPUT I) diminuiu 0,5% e o índice de preços de bens e serviços de investimento (INPUT II) aumentou 1,2%. Relativamente ao mês anterior, assistiu-se a um decréscimo de 0,5% no índice de preços de bens e serviços de consumo corrente e a uma diminuição de 0,2% no índice de preços de bens e serviços de investimento.

COVID-19

Em abril foram observadas nas regiões fronteiriças algumas dificuldades na compra de palha e rações industriais, habitualmente provenientes de Espanha, devido às restrições de circulação provocadas pela pandemia de COVID-19.

Por outro lado a adoção do código de boas práticas para a realização das operações agrícolas está a ter, na fase inicial de adaptação, impacto negativo sobre a produtividade do trabalho.

Em março assistiu-se a um aumento do volume de abate de aves (+7,2%) e de gado (+11,4%) devido ao aumento da procura de carne. Este aumento, particularmente no caso dos suínos, foi conseguido exclusivamente à custa do abate de animais mais pesados, já que as categorias animais mais leves, destinadas sobretudo ao setor da restauração, foram fortemente penalizadas com o seu encerramento. O aumento do consumo das famílias fez igualmente disparar a produção de ovos de galinha para consumo (+14,3%) e aumentar o volume de produtos lácteos (+1,7%).

Em contrapartida, registou-se uma diminuição significativa das capturas de pescado em março (-34,1%).

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI