Gomes Cravinho espera boas notícias para desbloqueio de cereais

Confagri 18 Jul 2022

Fonte: noticiasaominuto.com/Lusa

O ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, disse hoje esperar “boas notícias” nos próximos dias para desbloqueio dos cereais retidos na Ucrânia pela Rússia, defendendo também que a União Europeia “tudo deve fazer” para conseguir corredores solidários.

“Quero aqui sublinhar o empenho do secretário-geral das Nações Unidas [António Guterres] e também a diplomacia turca tem estado muito envolvida. Acredito que ao longo dos próximos dias possamos ter boas notícias, mas até o último momento, até tudo estar decidido, nada está decidido”, afirmou João Gomes Cravinho, falando aos jornalistas portugueses em Bruxelas, no final de um Conselho de Negócios Estrangeiros.

Com a Ucrânia a dominar novamente a agenda da reunião dos chefes da diplomacia europeia, numa altura em que milhões de toneladas de cereais estão retiros pela Rússia nos portos da Ucrânia e dias antes de Kiev e Moscovo se voltarem a sentar à mesa para discutir esta questão, o ministro português vincou que “a UE tudo deve fazer para apoiar uma solução para os corredores solidários […] em relação ao escoamento de produtos agrícolas da Ucrânia”.

A posição surge numa altura de confronto armado na Ucrânia devido à invasão russa e de bloqueio das exportações nos portos ucranianos, tensões geopolíticas que estão a afetar cadeias de abastecimento, causando receios de rutura de ‘stocks’ e de crise alimentar.

No início de junho, a Comissão Europeia lançou uma plataforma para ligar empresas e ativar corredores solidários para facilitar as exportações de alimentos da Ucrânia, numa altura em que a Rússia é acusada de bloquear toneladas de cereais nos portos ucranianos.

Tanto a Ucrânia como a Rússia são importantes fornecedores dos mercados mundiais, especialmente de cereais e óleos vegetais, como trigo, cevada e milho, sendo que Kiev é também responsável por mais de 50 por cento do comércio mundial de óleo de girassol e um importante fornecedor de ração para a UE.

Estima-se que milhões de toneladas de trigo estejam retidas na Ucrânia, sendo que a exportação habitual ucraniana neste setor era de cinco milhões de toneladas de trigo por mês.

Hoje mesmo, o Alto Representante da UE para a Política Externa e de Segurança, Josep Borrell, disse hoje esperar um acordo esta semana para desbloquear as exportações ucranianas de cereais, falando numa “questão de vida ou de morte”.

“A vida de milhares – mais de milhares, dezenas de milhares de pessoas – depende deste acordo e, portanto, não é um jogo diplomático, é uma questão de vida ou morte para muitos seres humanos. E a questão é que a Rússia tem de desbloquear e permitir que os cereais ucranianos sejam exportados”, adiantou Josep Borrell.

Segundo a Comissão Europeia, não existe uma ameaça imediata à segurança alimentar no espaço comunitário, uma vez que a UE é um grande produtor e um exportador líquido de cereais.

Ainda assim, Bruxelas reconhece o impacto imediato relacionado com o aumento dos custos ao longo de toda a cadeia de abastecimento alimentar, pela rutura dos fluxos comerciais de e para a Ucrânia e Rússia, bem como as consequências na segurança alimentar global.

Para a vizinhança da UE, no norte de África e no Médio Oriente, tanto a disponibilidade como a acessibilidade de preços estão em risco no que toca ao trigo, o alimento básico, o que também acontece na Ásia e na África subsaariana.

O norte de África e o Médio Oriente importam mais de 50% das suas necessidades de cereais da Ucrânia e da Rússia.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI