Madeira aposta no aumento da ausossuficiência alimentar da região

Confagri 28 Ago 2020

Fonte: noticiasaominuto.com/Lusa

O presidente do Governo da Madeira defendeu hoje que a região deve aumentar a sua capacidade de autossuficiência alimentar, salientando que já consegue produzir 50% do frango que é consumido no arquipélago.

“Nesse momento, uma das preocupações, que se está a acentuar, é garantir a autossuficiência alimentar da região, dentro da medida do possível, e a agroalimentar, que é um dos setores cruciais para garantir essa autossuficiência que é produzir e consumir na Madeira com os nosso recursos”, disse Miguel Albuquerque.

O chefe do executivo madeirense falava no decorrer de uma visita que efetuou a uma empresa de avicultura na freguesia do Santo da Serra, no concelho de Santa Cruz.

Para o presidente do Governo da Madeira, “esta crise pandémica [covid-19] veio acentuar essa necessidade”, argumentando, entre outros aspetos, que “as novas políticas que se vão desenvolver na Europa vão no sentido de garantir a reindustrialização, a produção alimentar e a agricultura”.

Albuquerque mencionou que a empresa que visitou, a Aviatlântico, “é responsável pela produção de cerca de um milhão e 400 mil aves por ano para consumo de carne de frango na Madeira”.

O responsável insular vincou que “a produção regional na Madeira é de 2,5 milhões de aves e o consumo na Madeira anda à volta de cinco milhões”, referindo que a região “produz 50% do frango que é consumido” neste arquipélago.

Esta empresa investiu 529 mil euros no melhoramento dos equipamentos nos seus oito pavilhões, cada um com 1.200 metros quadrados, destinados à produção de frangos de carne, contando, para o efeito, com apoios do Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma da Madeira para o período 2014-2020, (PRODERAM 2020).

Deste investimento, 288 mil euros foram apoiados pelo Fundo Agrícola de Desenvolvimento e pelo Orçamento da Madeira.

“A nossa ideia é continuar a fazer uma aposta decisiva na produção agroalimentar e garantir que esta empresa no futuro cresça”, apontou ainda Miguel Albuquerque.

Para o efeito, opinou ser necessário “tomar algumas decisões” para “garantir preços competitivos e a opção dos madeirenses, que já é relevante, pelo produto regional”.

Apesar de considerar a autossuficiência alimentar uma meta a atingir na Madeira, considerou que conseguir atingir uma autossuficiência “a 100% é muito difícil”.

“A Madeira tem algumas particularidades, mas há setores agroalimentares nos quais temos de fazer uma aposta ainda mais forte na produção regional”, reforçou.

O governante insular mencionou que “o setor das aves, da carne de frango é um dos que tem possibilidades de crescer e conquistar mais quota de mercado”.

“Já estamos com 50% de produção regional e nos próximos anos temos de fazer um grande esforço no sentido de crescer na região”, vincou, apelando aos consumidores que optem pelo que é produzido no arquipélago.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI