Não acontecia desde 2015: preços caem em Portugal pelo terceiro mês consecutivo

Confagri 30 Set 2019

Fonte: expresso.pt

Evolução dos preços nos produtos energéticos, tradicionalmente mais volátil, contribui para terceiro mês com índice de preços a recuar.

Os preços voltaram a recuar em Portugal em setembro. É o terceiro mês consecutivo em que a evolução dos preços é negativa, quando comparados com os mesmos meses de 2018, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Não acontecia desde o arranque de 2015.

De acordo com a estimativa rápida relativa ao mês que termina esta segunda-feira, “tendo por base a informação apurada até à data do presente destaque, a taxa de variação homóloga do Índice de Preços no Consumidor (IPC) terá sido -0,1% em setembro de 2019”. Esta taxa é idêntica à registada em agosto.

Desde julho que os preços têm comparado negativamente com os registados 12 meses antes.

A maior justificação para a evolução é dos produtos energéticos, cuja taxa de variação homóloga terá diminuída para -3,9% em setembro, mais grave do que a quebra de 3,5% em agosto.

Olhando para um dado menos volátil, o indicador de inflação subjacente, que exclui os produtos energéticos e os produtos alimentares não transformados, situou-se em 0,2%, idêntico ao mês anterior.

O indicador da inflação mede os preços de um determinado conjunto de bens e serviços, que o INE acredita ser representativo do consumo da população residente no país.

Já em relação a agosto, a evolução dos preços em setembro foi positiva. “A variação mensal terá sido 1,1% (em agosto, o valor apurado foi -0,1%), (…) estimando-se uma variação média nos últimos doze meses de 0,5%, taxa inferior em 0,1 ponto percentual (p.p.) ao registado no mês precedente”, continua.

O índice que é utilizado mais frequentemente para as comparações a nível europeu, o Índice Harmonizado de Preços no Consumidor, “terá registado uma variação homóloga de -0,3% (-0,1% em agosto)”.

Portugal tem estado sozinho nos países em deflação, embora a evolução seja de abrandamento. A inflação esperada para este ano na zona euro, que deveria rondar os 2% (é essa a missão do Banco Central Europeu), ficará em 1,2%, abaixo da previsão, feita em junho, de 1,3%.

No próximo dia 10 de outubro, será divulgado o índice que servirá para tornar definitiva a estimativa rápida.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI