Preço dos alimentos a nível mundial em 2020 registou nível mais alto em três anos

Confagri 07 Jan 2021

Fonte: jornaleconomico.sapo.pt

Para o total do ano de 2020, o índice de referência apresentou uma média de 97,9 pontos, o maior valor dos últimos três anos e um aumento de 3,1% face a 2019. No entanto, esta subida fica aquém do aumento vertiginoso que se registou em 2011.

Apesar da pandemia ter retirado rendimentos a muitas famílias, o preço dos alimentos voltou a subir pelo sétimo mês consecutivo, com as principais categorias a revelar aumentos no mês de dezembro, revela um estudo da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), citado pela “Reuters”.

A organização das Nações Unidos, que mede as variações mensais de preços de um cesto de cereais, sementes oleaginosas, laticínios, carne e açúcar, verificou que o índice de preços dos alimentos apresentou uma média de 107,5 pontos em dezembro, contra os 105,2 pontos registados em novembro, apresentando assim uma subida.

 
Para o total do ano de 2020, o índice de referência apresentou uma média de 97,9 pontos, o maior valor dos últimos três anos e um aumento de 3,1% face a 2019. No entanto, esta subida fica aquém do aumento vertiginoso que se registou em 2011.

De acordo com a FAO, a pouca oferta dos principais países produtores de óleo de palma levaram a um aumento dos preços, sendo que o comércio também foi fortemente afetado pelo aumento das tarifas de exportações na Indonésia. Por sua vez, devido às greves prolongadas na Argentina, os preços do óleo de soja aumentaram consideravelmente.

O óleo vegetal continuou a verificar fortes ganhos no preço, tendo observado um acréscimo de 4,7% no mês de dezembro em comparação com o anterior, onde se verificou uma subida de 14%. Ainda que modesto, o índice dos preços dos cereais observou um aumento de 1,1% no último mês do ano face ao anterior, sendo que este índice ficou 6,6% acima dos níveis de 2019.

Também os preços de exportação dos cereais (trigo, milho e arroz) aumentaram em dezembro, em parte devido às preocupações com as condições de cultivo. Ainda assim, o índice dos laticínios subiu 3,2%, mas o índice no final do ano ficou 1% abaixo do valor registado em 2019.

A FAO revela ainda que o índice das carnes subiu 1,7% no mês de dezembro, enquanto a sua média anual ficou 4,5% abaixo do valor registado em 2019. Este último valor pode ser explicado devido ao impacto dos surtos de gripe das aves que se sentiu nos aviários europeus. Contrariamente, os preços da carne suína apresentaram um ligeiro decréscimo, tendo sido afetados pela suspensão das exportações alemães para os mercados asiáticos.

De forma a contrariar os aumentos dos outros índices, o açúcar afundou 0,6% em dezembro, enquanto o sub-índice do açúcar refinado apresentou um aumento médio de 1,1% quando comparado com o valor final de 2019. Este último dado refletiu o aumento de importações da China e aumento da procura por açúcar refinado na Indonésia.

 

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI