Tomate para indústria com a produção mais baixa dos últimos quatro anos e redução de 15 por cento de uva para vinho

Confagri 23 Out 2018

«Na vinha e com as vindimas muito atrasadas, o INE estima uma redução de 15 por cento na produção de uva para vinho, cujas ondas de calor foram determinantes para este resultado»

As previsões agrícolas publicadas pelo Instituto Nacional de Estatística indicam que a produção de tomate para a indústria pode ser a mais baixa dos últimos quatro anos, de 1.240 toneladas, em resultado da diminuição em 26 por cento da área, mas apresenta níveis de qualidade muito superiores aos da campanha anterior.

A batata de regadio também regista uma redução da produção de -15 por cento face a 2017, mas compensada por preços mais elevados no produtor e maior facilidade de armazenamento e escoamento da produção, ao contrário do milho e arroz para os quais observam-se respostas positivas às temperaturas e níveis de insolação elevados.

A publicação do Instituto Nacional de Estatística (INE) a 30 de setembro indica quebra na produção de maçã, de -15 por cento e para a pera de -20 por cento, com muita fruta a não atingir os padrões mínimos de comercialização após os estragos provocados pelas ondas de calor de agosto.

Para a vinha e com as vindimas muito atrasadas, o INE estima uma redução de 15 por cento na produção de uva para vinho, cujas ondas de calor foram determinantes para este resultado.

O peso limpo de gado abatido e aprovado para consumo em agosto de 2018, foi de 41.401 toneladas, o que corresponde a um acréscimo de 1,5 por cento devido ao maior volume de abate registado nos suínos, de mais 2,7 por cento.

Para a produção de leite e produtos lácteos, o instituto escreve que a recolha de leite foi 150,2 mil toneladas, o que significa um ligeiro decréscimo de 0,1 por cento. A produção total de lacticínios foi superior à do mês homólogo em 8,4 por cento, sobretudo devido ao maior volume de produção de leite para consumo, de mais 10,8 por cento, leites acidificados de mais 13,2 por cento e nata para consumo com mais 10,2 por cento.

Quanto aos preços e índices agrícolas, em agosto de 2018 as variações mais significativas no índice de preços de produtos agrícolas no produtor foram observadas na batata (+106,5%), frutos (+31,5%), ovinos e caprinos (+11,7%), azeite a granel (-28,2%), suínos (-11,2%) e ovos (-8,0%), de acordo com o Boletim Mensal de Agricultura e Pescas do INE, a 30 de setembro, em anexo.

Fonte: INE

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI