XXV Feira Nacional do Porco mais do que um setor

Confagri 10 Mai 2022

Fonte: FPAS

Quatro anos depois a Feira Nacional do Porco está de volta, nesta que é uma edição especial que assinala o quartel do maior certame ibérico dedicado à fileira da carne de porco.

Em quatro anos muito aconteceu neste setor, marcado positivamente pela afirmação da carne de portuguesa no mercado mundial, alargando as suas fronteiras exportadoras e marcado negativamente, primeiro pela pandemia que forçou ao adiamento desta 25ª edição agendada para 2020 e agora pela crise dos preços altos dos fatores de produção.

Este é de facto um dos períodos mais difíceis, se não mesmo o mais difícil que o setor atravessa e esta Feira vem, uma vez mais, evidenciar a capacidade de resiliência e de superação do setor que não desiste de si próprio. Nesse sentido, cabe aqui um profundo agradecimento e reconhecimento às empresas que confiaram na Comissão Organizadora da XXV Feira Nacional do Porco e não faltaram à chamada esgotando os espaços de exposição disponíveis.

Estou certo que esta Feira marcará um momento de viragem para o setor.

Esta edição afirma mais do que um setor, afirma uma fileira. Com lugar de destaque para o lançamento comercial da certificação em Bem-Estar Animal da FILPORC e para a campanha de promoção da carne de porco portuguesa Let’s Talk About Pork, a Feira Nacional do Porco é cada vez mais uma mostra de uma atividade inovadora, responsável, exportadora e sustentável.

Endereço aqui um agradecimento, não só em nome da Comissão Organizadora, mas de todo o setor, à Câmara Municipal do Montijo que volta a receber os suinicultores portugueses e a ser a capital da suinicultura portuguesa, voltando a investir na melhoria das condições de conforto do recinto da Feira que está cada vez mais atraente para expositores e visitantes.

Desejo que estes três dias sejam feitos de bons negócios, de profícuos contactos, de convívio, mas também – e sempre – de reflexão e definição de estratégias para setor. Atravessamos um período em que os empresários precisam de respostas urgentes a situações emergentes, mas não devemos perder de vista que a atual conjuntura se agravou por problemas estruturais do setor sobre os quais a FPAS já vem reclamando há muito tempo e que tardam em encontrar resolução.

Depois do interregno forçado dos últimos dois anos é motivo de celebração podermos voltar a organizar um certame que mostra ao país a força de uma fileira com relevância económica, cultural e social, uma fileira que no agregado entre indústria de alimentos compostos, produção, indústria de abate, transformação e atividades conexas contribui com mais de 2.000 milhões de euros anuais para o PIB português.

A fileira quer crescer com responsabilidade e os próximos três dias mostrarão ao país um setor competitivo a nível mundial, inovador e capaz de superar os inúmeros desafios que se lhe apresentam no presente e no futuro.

Termino com um agradecimento a toda a equipa da FPAS, quer diretiva, quer executiva que ao longo de quatro anos trabalhou na preparação desta Feira, apesar de todas condicionantes que obrigaram ao sucessivo adiamento.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI