Açores: Reforço de apoios para aquisição de alimentos para bovinos

Confagri 31 Ago 2018

O secretário Regional da Agricultura e Florestas dos Açores anunciou esta quinta-feira, dia 30 de agosto, em Angra do Heroísmo, um reforço dos apoios destinados à aquisição de produtos de categoria fibrosa, palha e feno prensados para alimentar o efetivo bovino nos Açores, uma situação excecional motivada pela seca que se faz sentir há vários meses no arquipélago.

A portaria publicada em Jornal Oficial prevê uma ajuda de seis cêntimos por quilo para a aquisição de produto alimentar de categoria fibrosa para as ilhas de São Miguel e Terceira, e de 7,5 cêntimos por quilo para as restantes ilhas, até ao montante máximo de 10 mil toneladas de concentrado fibroso e de 10 mil toneladas de palha e feno na forma prensada.

«Hoje fizemos publicar uma nova portaria para atribuição de apoios de mais 10 mil toneladas de alimentos, em função das maiores dificuldades que existem em cada uma das ilhas», afirmou João Ponte.

«Temos consciência que o período crítico para a falta de alimentos para os bovinos vai acontecer durante o Inverno, por isso decidimos avançar com este apoio direto à aquisição de alimentos, permitindo aos agricultores fazer uma gestão adequada das disponibilidades alimentares ao longo dos próximos meses», frisou o responsável.

Este apoio financeiro do Governo dos Açores surge na sequência da acentuada e persistente diminuição de precipitação que se tem verificado na Região desde o início de março e visa reduzir os efeitos negativos da falta de alimentos para o efetivo bovino e, consequentemente, uma quebra da produção e do rendimento das explorações.

Relativamente à intenção de vários produtores de fruta, de flores e de mel de também virem a ser apoiados por quebras de produção devido à seca, o governante assegurou que o Governo Regional «não fecha a porta a essa possibilidade», mas salientou que «não é fácil neste momento avaliar se há ou não eventuais prejuízos, pelo que será necessário esperar mais algum tempo».

«Quando definimos a portaria, no que se refere à fruticultura, floricultura e produção de mel, não nos pareceu, na altura, que essas culturas pudessem ser tão afetadas», salientou o responsável, acrescentando que ficou agora acordado aguardar pelo fim da época de produção para avaliar a situação e, caso se justifique, alargar os apoios a essas produções.

João Ponte referiu ainda que os anos agrícolas não são todos iguais, mas este ano é excecional por condições atmosféricas inusitadas que estão a colocar em causa o rendimento dos agricultores, pelo que se justifica plenamente a intervenção e o apoio que o Governo Regional já está a dar ao sector.

Fonte: Agricultura e Mar Actual

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI