Cooperativa Agrícola do Távora vendeu até setembro 1,5 milhões de garrafas de espumante

Confagri 13 Nov 2017

Uma produção experimental de vinho espumante promovida em 2004 na Cooperativa Agrícola do Távora, em Moimenta da Beira, distrito de Viseu, transformou-se num projeto com 1,5 milhões de garrafas vendidas até setembro de 2017.

Inseridas na Região Távora Varosa, as Caves Terras do Demo, que integram aquela cooperativa, superaram em 2016 os 10 milhões de euros de faturação.

O vice-presidente da cooperativa Nuno Silva falou no âmbito do Dia Europeu do Enoturismo, modalidade a que aquela vila do distrito de Viseu quer o mais depressa possível adaptar-se em nome de um crescimento sustentado.

«Em 2004, uma vez que estávamos a vender o vinho base de espumante para várias caves do país, sentimos a necessidade de fazer essa experiência e tentar aqui criar o nosso espumante», explicou o responsável das caves cujo nome homenageia a obra do escritor Aquilino Ribeiro.

Seis mil garrafas de espumante permaneceram então nove meses em cave antes de entrarem no mercado, onde «uma resposta muito positiva fez com que em dois meses se tivessem esgotado», recordou Nuno Silva.

No ano seguinte «passaram a ser 40 mil e o mercado continuava a pedir mais», pedidos a que a cooperativa deu sempre resposta, «crescendo de forma sustentada até atingir em 2017 o patamar de 1,5 milhões de garrafas», explicou.

«Quando a atual direção da cooperativa iniciou funções em 2013, a faturação era de cerca de 2 ME e em 2016 ultrapassou os 10 ME», congratulou-se Nuno Silva.

O investimento, segundo o vice-presidente, abrange «não só os vinhos como também a maça, num esforço que permite pagar melhor as uvas aos agricultores, passando de valores entre os 9 e 15 cêntimos em 2004 para acima dos 40 cêntimos no presente».

Com cerca de um milhão de garrafas nas caves, em janeiro de 2018 esse número chegará aos «1,5 milhões, abrangendo seis variedades», sendo a que «mais vende é o malvasia fina, seguido do rosé touriga nacional, verdelho, fraga da pena, o tinto touriga franca e o pata de lebre».

As vendas há muito que já superaram as fronteiras nacionais e saem para o Brasil, Angola, Peru, China, França, Suíça e Inglaterra, exportando entre 18 e 20 por cento da produção.

E com um crescimento em 2017 de 50 por cento até ao final de setembro, a cooperativa abrange vários concelhos: Moimenta da Beira e Sernancelhe, e ainda franjas de Tabuaço, Armamar, Tarouca, Meda e Penedono, num total de 700 hectares de vinha.

«No enoturismo, numa percentagem de zero a 10 estamos, no máximo, a  cinco», lamentou Nuno Silva, avançando ser «uma aposta a fazer no futuro em colaboração com a câmara de Moimenta da Beira e que pode passar por um museu».

O presidente da Câmara de Moimenta da Beira, José Eduardo Ferreira, confirmou a aposta para o edifício, anunciando que o projeto integra o Programa de Valorização Económica dos Recursos Endógenos (PROVERE).

«É necessário que se organize uma rede de visitação na região que permita trazer cá os turistas, sendo que já são aos milhares os que cá chegam ao longo do ano. Naquele edifício há condições, inclusive, para ser feito um museu vivo ou mais relacionado com o passado», observou.

E prosseguiu: «os valores disponíveis não são muitos, mas vamos esforçar-nos para o conseguir», acrescentou o autarca para quem a «aposta de sucesso dos últimos anos tem de manter-se».

Do espumante que nasce na região da Távora Varosa, José Eduardo Ferreira disse «não ser indiferente que se chame Terras do Demo», pois «está na melhor região de espumantes do país».

Fonte: Lusa

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI