Governo vai identificar necessidades dos agricultores em equipamentos para captação e armazenamento de água

Confagri 08 Abr 2019

Os agricultores nacionais têm até ao próximo dia 15 de maio para preencher um formulário onde identificam necessidades de investimento relacionadas com equipamentos de captação, transporte e armazenamento de água e para abeberamento de gado. De acordo com o jornal Público, o Governo está a fazer o levantamento das necessidades, mas diz que é «prematuro» falar já em concessão de apoios.

A medida é uma resposta às «condições climatéricas verificadas em Portugal continental e a provável evolução para uma situação de seca agrometeorológica e hidrológica», diz a informação divulgada pelo Ministério da Agricultura.

A CONFAGRI, considerando o histórico da situação de seca agrometeorológica e hidrológica verificada no pretérito ano em Portugal Continental, com elevados prejuízos causados também nos setores da fruticultura e da viticultura, com as plantas a sofrerem de escaldão por incapacidade em combater as elevadas temperaturas por estas se encontrarem em stress hídrico, solicitou na passada sexta-feira, dia 5 de abril, ao Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, coordenador do Grupo de Trabalho de assessoria técnica à Comissão Permanente de Prevenção, Monitorização e Acompanhamento dos Efeitos da Seca, que previsse igualmente o lançamento de um aviso para a identificação das necessidades especificas de investimento em captações e equipamentos de rega para as culturas permanentes.

Para avaliar estas necessidades, o ministério «disponibilizou, através das direções regionais de Agricultura e Pescas (DRAP), um formulário de identificação de necessidades, a preencher pelos agricultores” até dia 15 de maio. Depois disso, as direções regionais têm entre os dias 15 e 30 de cada mês de disponibilizar informação sobre a evolução da situação de seca nas respetivas regiões. A informação deverá «caracterizar a atual situação e a evolução dos recursos hídricos privados, das pastagens e forragens, culturas permanentes e temporárias», explica o Ministério da Agricultura.

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, já veio dizer que 2019 está a ser «anormalmente seco e quente», sublinhando que ainda é possível «garantir a normalidade do ano agrícola» na maior parte do país.

Em anexo: Comunicado

Fonte: vidarural

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI