Governo vai suspender apoio ao investimento em olival no Alqueva

Confagri 14 Jun 2019

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, considera que as implicações do olival têm sido «distorcidas» pela opinião pública e não têm as pressões ambientais que lhe são atribuídas.

O Governo anunciou que vai suspender apoio ao investimento em olival na região do Alqueva e delimitar as manchas contínuas para proteção da biodiversidade. O ministro da Agricultura considera que as implicações do olival têm sido «distorcidas» pela opinião pública e não têm as pressões ambientais que lhe são atribuídas.

«Determinei, no atual quadro comunitário de apoio, que não haverá no perímetro de Alqueva mais apoios ao investimento para a instalação de olivais e de agroindústrias associadas ao olival, porque temos capacidade de laboração suficiente», afirmou o ministro da Agricultura no debate marcado de urgência pelo Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV), com o tema «travar as culturas intensivas e superintensivas».

O governante anunciou também que vai encomendar um estudo sobre o impacto da continuidade da mancha de olival, visando a «proteção da biodiversidade». Ainda assim, o ministro da Agricultura lembra que o olival português exporta atualmente para alguns dos «mercados mais exigente do mundo» e está sujeito a controlo rigoroso, em matéria de qualidade.

Luís Capoulas Santos disse ainda, sobre culturas intensivas e superintensivas, que «o olival ou olival em sebe não promove mais as pressões ambientais do que qualquer outra cultura de regadio, até pelo contrário». «Os indicadores mostram que as culturas de olival são menos consumidoras de água e têm menos impacto negativo no solo», afirmou. «As distorções da opinião pública põem em causa uma atividade económica de grande relevância para o país e que contribui para esta região», sublinha Luís Capoulas Santos.

O olival intensivo encontra-se sobretudo no Alentejo. Segundo dados do Ministério da Agricultura, o olival em sede, que veio aumentar significativamente a rentabilidade e trazer uma menor dependência de mão-de-obra, corresponde a 20 mil hectares em todo o país, o que se traduz a «menos de 1 por cento do olival nacional».

Fonte: jornaleconómico

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI