Portugal continental terminou o ano em seca meteorológica fraca a sul do Tejo

Confagri 07 Jan 2019

Portugal continental estava no final de dezembro em seca meteorológica fraca a sul do Tejo devido aos baixos valores de precipitação registados naquele mês, classificado como quente e muito seco, segundo o Instituto do Mar e da Atmosfera.

De acordo com índice meteorológico de seca (PDSI) disponível no “site” do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a 31 de dezembro, 53,3 por cento do território estava na classe de seca fraca, 13,7 por cento na classe normal e 33 por cento na classe de chuva fraca.

A 30 de novembro, 9,8 por cento do território estava na classe normal, 89,6 por cento em chuva fraca e 0,6 por cento em seca moderada. O IPMA classifica em nove classes o índice meteorológico de seca, que varia entre “chuva extrema” e “seca extrema”.

Segundo o Boletim Climatológico do IPMA, o mês de dezembro em Portugal Continental classificou-se como quente em relação à temperatura do ar e muito seco em relação à precipitação.

O valor médio da temperatura média do ar, de 10,58 graus Celsius, foi superior ao normal, sendo o 3.º valor mais alto desde 2000. O IPMA indica também que valores da temperatura média superiores aos registados a dezembro de 2018 ocorreram em cerca de 20 por cento dos anos, desde 1931.

«O valor médio da temperatura máxima do ar, 15,21 graus, foi superior ao normal, sendo o 3.º valor mais alto desde 1931, com os maiores valores registados em 2015 e 2016, é referido no Boletim.

No que diz respeito ao valor médio da temperatura mínima do ar, em dezembro foi de 5,96 graus, valor muito próximo do normal.

O IPMA realça também que em dezembro foram registados valores da temperatura máxima no período de 1 a 12, muito superiores ao normal, destacando-se os dias 9 e 10, com um valor médio da máxima do ar no território de 18,7 graus, 4,8 graus acima do normal. No boletim é também referido que a partir de 24 de dezembro os valores da temperatura mínima estiveram sempre abaixo do valor médio.

O menor valor da temperatura mínima em dezembro foi registado no dia 31 em Chaves, distrito de Vila Real com -2,8 graus Celsius, e o maior valor da máxima no dia 10 em Aljezur, distrito de Faro com 24,7 graus.

Quanto à chuva, o IPMA refere que o «valor médio da quantidade de precipitação, 54,0 milímetros, corresponde a cerca de 37 por cento do valor normal. «Os valores da quantidade de precipitação inferiores aos agora registados ocorreram em cerca de 20 por cento dos anos, desde 1931», é indicado. O IPMA destaca que nos últimos oito anos, o valor de precipitação mensal em dezembro foi sempre inferior ao normal.

Fonte: MadreMedia/Lusa

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI