Venda de produtos fitofarmacêuticos desce 1,6% em 2020

Confagri 09 Jun 2022

Fonte: portugal.gov.pt

A Direção Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), publicou o relatório de vendas de produtos fitofarmacêuticos referente ao ano de 2020.

De acordo com o relatório, as vendas de produtos fitofarmacêuticos em 2020 tiveram um decréscimo de 1,6%, face a 2019. No entanto, desde 2006, esta tendência decrescente é ainda mais acentuada, representando uma diminuição de cerca de 40%.

Em comparação com o ano de 2019, os grupos de pesticidas nos quais se verifica uma descida mais significativa são os inseticidas, com uma redução de cerca de 48 %, e as substâncias candidatas a substituição, com uma redução de cerca de 40%.

O glifosato continua ainda a ser um herbicida muito procurado pelos agricultores uma vez que está associado ao tratamento das culturas perenes (olival, amendoal, fruteiras), que representaram um aumento em 2020, dado ser muito eficaz na instalação e manutenção de novos pomares.

O Ministério da Agricultura e da Alimentação continua a acompanhar de perto a monitorização relativa ao uso dos produtos fitofarmacêuticos, bem como a incentivar a colocação no mercado de alternativas mais sustentáveis, que não coloquem em causa a segurança dos alimentos e que salvaguardem uma elevada proteção do consumidor.

Para mais informação, consultar o relatório no seguinte link:
Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI