Zona euro abranda, com Alemanha estagnada

Confagri 14 Ago 2019

Fonte: expresso.pt

O crescimento da zona euro abrandou ligeiramente para 1,1% no segundo trimestre do ano, segundo a previsão rápida avançada esta quarta-feira pelo Eurostat, o organismo de estatística da União Europeia. Nos primeiros três meses do ano, o crescimento foi de 1,2%.

Trata-se do crescimento homólogo, em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

A pesar nesta desaceleração na zona euro, o facto da Alemanha e da Holanda terem estagnado entre abril e junho. No caso da Holanda, a perda de dinamismo foi brutal – de 1,7% nos primeiros três meses do ano para zero no trimestre seguinte. Também foram registadas desacelerações na Bélgica, Espanha, Chipre, Letónia, Áustria e Eslováquia.

Portugal manteve o crescimento de 1,8%, bastante acima da média da zona euro. A França acelerou ligeiramente de 1,2% para 1,3% e a Finlândia subiu de 1% para 1,8%. Itália, que registara uma contração nos primeiros três meses do ano, registou crescimento zero.

Ainda não estão disponíveis dados para a Estónia, Irlanda, Grécia, alta, Luxemburgo e Eslovénia.

O sector industrial da zona euro destaca-se por uma dinâmica negativa. A produção industrial recuou 2,6% em junho, em termos homólogos, segundo dados também divulgados esta quarta-feira pelo Eurostat.

CRESCIMENTO NA UNIÃO EUROPEIA DESACELEROU MAIS

O crescimento no conjunto da União desceu de 1,6% nos primeiros três meses do ano para 1,3% entre abril e junho, um abrandamento muito mais acentuado do que na zona euro.

A desaceleração no Reino Unido foi muito acentuada, de 1,8% para 1,2%, tal como na Suécia, de 2% para 1,4%.

A União Europeia continua a crescer menos do que os Estados Unidos, que apesar da desaceleração, registaram um crescimento de 2,3% no segundo trimestre.

As economias que continuam a crescer mais na União Europeia são três emergentes, a Hungria (5,1%), Roménia (4,6%) e Polónia (4,1%), e um dos bálticos, a Lituânia (4%). Não são conhecidas ainda as previsões para a Irlanda, Estónia e Malta que, no primeiro trimestre, cresceram acima de 4,5%. O ‘tigre celta’ registou mesmo nos primeiros três meses do ano o crescimento mais elevado da União com 6,3%, ainda que muitos economistas contestem a metodologia de avaliação do PIB irlandês.

Balcão Verde

Balcão de Atendimento aos Agricultores.
Com o RURALSIMPLEX é possível junto das estruturas locais - Cooperativas Agrícolas, Caixas de Crédito Agrícola, Associações de Agricultores e outras entidades com o protocolo específico agrupadas na CONFAGRI - atender Agricultores e prestar-lhes serviços de qualidade.

Aceder ao Balcão Verde Acesso reservado
Newsletter e Alertas

Receba alertas das notícias que mais interessam no setor agrícola: Legislação, Programas e Incentivos, Formação Profissional, Produtos e Iniciativas, Cooperativismo e todas as novidades relacionadas com a sua atividade profissional. Subscreva a newsletter CONFAGRI