Bem-vindo ao site da CONFAGRI
23-05-2017 01:59
Go Search
 
 

 
Exportações da União Europeia de trigo e milho superiores às da campanha passada 

 

Nas 45 semanas de campanha de cereais, a União Europeia exportou 32,57 milhões de toneladas de trigo branco e duro. No caso do trigo branco foram exportadas 21,17 milhões de toneladas, 65 por cento do total.

 

Na passada semana exportou-se 248 quilotoneladas (Kt), menos 21 por cento que a mesma semana da campanha anterior. Desde a semana 12, as exportações semanais são inferiores às realizadas na campanha precedente, mas tendo em conta as saídas nas primeiras semanas da campanha, a União Europeia (UE) regista uma média semanal de exportações de 470,440 toneladas, o que supera a média necessária para alcançar o objectivo da UE de exportar 24 milhões de toneladas. 

 

Actualmente, tendo em conta o equilíbrio e as necessidades de trigo forrageiro na UE, estes 24 milhões de toneladas pode resultar num objectivo excessivamente ambicioso. A Roménia mantém o primeiro lugar como exportador da UE para países terceiros, com 5,45 milhões de toneladas, seguida pela Alemanha, com 4,67 e da França, com 4,12 milhões de toneladas.

 

As exportações até à data são de 2,88 milhões de toneladas, cerca de 20,19 por cento abaixo da campanha passada, quando o objectivo para o total da campanha é importar 3,3 milhões de toneladas. A Espanha é o segundo importador de trigo da UE com 684,723 toneladas, 24 por cento do total, depois da Itália, com 961 quilotoneladas.

 

Em relação ao trigo duro, até agora foram importadas 1,52 milhões de toneladas. A média de importações semanais esta campanha é de 33.803 toneladas, valor que supera a média necessária para atingir o objectivo de 1,72 milhões de toneladas, segundo a Comissão Europeia, para equilibrar a UE. Itália com 1,25 milhões de toneladas é o principal importador com 82,57 por cento do total, enquanto Espanha apenas importou 12 toneladas de países terceiros. As exportações de trigo duro na campanha passada superam as 1,073,661 toneladas, que é 24 por cento superior ao exportado nas mesmas datas da campanha passada.

 

Em cevada exportou-se 4,60 milhões de toneladas, 51,33 por cento abaixo das exportações que na mesma semana da campanha anterior. A média de exportações semanais é inferior ao necessário para alcançar o objectivo da Comissão Europeia de 7,46 milhões de toneladas. O maior exportador de cevada da UE esta campanha é a França, com 2,07 milhões de toneladas, seguida pela Alemanha, com 1,19 quilotoneladas e da Roménia com 726 toneladas.

 

As importações de cevada esta campanha chegam às 380 quilotoneladas, mais 35,66 por cento que no período homólogo do ano anterior. O maior importador é a Espanha, com 128,891 toneladas, 34,9 por cento do total importado, seguida pelo Chipre, com 91 quilotoneladas e Itália com 43.

 

No que diz respeito ao milho, contabiliza-se 9,99 milhões de toneladas, menos 16 por cento face há um ano. A Espanha é o principal importador com 2,71 milhões de toneladas, 27 por cento do total, seguida pela Holanda, com 2,43 milhões, 24 por cento do total, Itália com 1,59 milhões de toneladas, 16 por cento e Portugal, com 1,09 milhões de toneladas, 10 por cento do total.

 

Esta campanha, até à data, o total exportado de milho foi de 1,97 milhões de toneladas, o que supõe mais 28 por cento em relação à campanha passada. O principal exportador de milho da UE é a Roménia com 1,47 milhões de toneladas, 75 por cento, seguida pela França com 159 quilotoneladas, oito por cento e pela Bulgária, com 149 quilotoneladas, oito por do total.

 

Fonte: Agrodigital


Notícias Associadas:

Melhoria de preços dos lacticínios no mercado comunitário
Figueira de Castelo Rodrigo cria regulamento para apoiar agricultura e empreendedorismo
Entregas de leite na UE descem no primeiro trimestre 2,3 por cento
AESA procura novos membros para três dos seus painéis
Valor recorde das exportações agro-alimentares da União Europeia


Imprimir  Enviar a um amigo

Voltar atrás